Apostila COBIT 5 revisada e atualizada!

[ATUALIZAÇÃO] Essa apostila em hipótese alguma deve ser utilizada em substituição ao material oficial para fins de certificação. É apenas um resumo desse material e, portanto, não contempla todo o conteúdo exigido para a prova.

Boa tarde!

Já que saiu a publicação do framework COBIT 5 em português, resolvi atualizar a apostila para que ficasse em conformidade com a tradução oficial, além de atualizar também as figuras (que estavam em inglês).

As outras melhorias foram:

  • maior detalhamento dos capitulo 6. Guia de implementação e 7. Modelo de Capacidade de processos.
  • inclusão do anexo com o mapeamento dos processos COBIT 5 para os processos COBIT 4.1, destacando os novos processos com relação à versão anterior.

A pedidos, outra novidade é que estou disponibilizando a apostila no formato .epub.

Críticas e sugestões serão sempre bem vindas!

Qualquer dúvida pode contar comigo!

Obs.: dependendo do app que utilizar para ler o e-book, as tabelas contidas no documento podem não serem visualizadas corretamente. Sugestão: google play livros ou aldiko.

 

Apostila COBIT 5 v.1.2icones_epub  pdf_icon

[ERRATA] A apostila foi corrigida na página 7!

Onde se lê:

“Além disso, ele se alinha a outros padrões de mercado como Information Technology Infrastructure Library (ITIL), International Organization for Standardization (ISO), Body Project Management of Knowledge (PMBOK), PRINCE2 e The Open Group Architecture Framework (TOGAF)”

Leia-se:

“Além disso, ele se conecta e, quando pertinente, alinha-se a outros importantes padrões e modelos do mercado , tais como: Information Technology Infrastructure Library (ITIL®), The Open Group Architecture Framework (TOGAF®), Project Management Body of Knowledge (PMBOK®), PRojects IN Controlled Environments 2 (PRINCE2®), Committee of Sponsoring Organizations of the Treadway Commission (COSO) e International Organization for Standardization (ISO).”

Como é sabido, ITIL e PMBOK não são padrões de mercado e, sim, modelos (ou guias de melhores práticas).
Fico agradecida ao Elvis por me apontar isso! 🙂

Atualizado em 20/12/2016
Anúncios

13 comentários sobre “Apostila COBIT 5 revisada e atualizada!

  1. Cara Luzia. Primeiramente parabéns pelo site. Acabei de encontrá-lo enquanto estudo para o concurso do TCE-SP.
    Apenas uma correção: na página 31 de sua apostila de COBIT 5, o título está errado.

    Está assim:
    Modelo de Maturidade COBIT 5

    Deveria ser assim:
    Modelo de Capacidade COBIT 5

    Uma dúvida: quanto o edital exige o COBIT 5 mas explicita “modelo de maturidade”, significa que pode cair as duas versões (4.1 e 5)? Parece ser confusão de quem elaborou os requisitos do edital mas fiquei preocupado.

    http://www.vunesp.com.br/tcsp1401/

    Curtir

    • Muito obrigada, Renato, pela errata.

      Com relação a sua dúvida, o edital ficou estranho com o que é pedido, veja:

      “Governança e COBIT 5 (Control Objectives for Information and related Technology) – Conceito, importância e responsabilidades sobre a governança de TI; COBIT como framework de governança de TI: Principais características (foco em negócio, orientação a processos, controle através de objetivos e direcionamento para medições), Áreas de Foco da Governança de TI, Domínios de processos do COBIT, Modelo de maturidade para o COBIT, Objetivos de controle, de negócio e de TI.”

      O que está escrito entre parênteses não está na documentação oficial do COBIT 5 e não existe mais modelo de maturidade, como você observou. Portanto, o que eu faria é, se desse tempo (não vi a data da prova), questionaria a banca sobre isso e esperar a resposta/correção no edital ou caso não haja tempo e/ou a banca não responder, estudaria o COBIT 5 (como está explicitamente no edital) e, se surgisse alguma questão referente a COBIT 4.1, entraria com recurso.

      Espero ter ajudado. Boa prova!!!

      Curtir

    • Renato, obrigada por me alertar, você está certo, foi erro de tradução à època em que elaborei a apostila.
      Quando vejo esse tipo de exigência em edital, eu entendo que possa ser um equívoco tal qual eu cometi, pois se está exigindo COBIT 5 é isso que se deve estudar. Mas é uma opinião minha.

      Curtir

  2. Luzia parabéns pela iniciativa. Você produziu um material de qualidade.

    Entretanto tenho uma ressalva em um pequeno ponto do seu material, que mesmo em sua revisão acabou passando despercebido e já vi até concursos de bancas menores colocando de forma errônea essa questão.

    No seu material é dito:
    “Além disso, ele se alinha a outros padrões de mercado como Information Technology
    Infrastructure Library (ITIL), International Organization for Standardization (ISO), Body Project
    Management of Knowledge (PMBOK), PRINCE2 e The Open Group Architecture
    Framework (TOGAF)”

    Entretanto no material oficial do COBIT 5, é informado da seguinte forma:
    “Conectar-se e, quando pertinente, alinhar-se a outros importantes padrões e modelos do mercado, tais como: Information Technology Infrastructure Library (ITIL®), The Open Group Architecture Framework (TOGAF®), Project Management Body of Knowledge (PMBOK®), PRojects IN Controlled Environments 2 (PRINCE2®), Committee of Sponsoring Organizations of the Treadway Commission (COSO) e International Organization for Standardization (ISO).”

    Embora possa parecer que ambas assertivas sejam exatamente iguais, é importante salientar que no material do COBIT ele informa que se alinha a PADRÕES e MODELOS. Por exemplo, ITIL não é PADRÃO, PMBOK não é PADRÃO, TOGAF (embora muitos achem que é, também não é Padrão). Todos esses são frameworks, guias, modelos ou conjuntos de boas práticas em uma área específica. Padrões “geralmente” estabelecem regras mais rígidas para sua implantação, o que “geralmente” não ocorre com frameworks. Frameworks embora possam ter sido adotados em massa por um grande número de organizações, não quer dizer que sejam um PADRÃO no sentido estrito da palavra e de acordo com regras estabelecidas por Organismos Internacionais de Padronização. Sendo assim, desta lista, apenas a ISO é uma Organização para padronização.

    Então como estão misturados modelos e padrões na mesma sentença acredito que não seria correto generalizar todos, como sendo Padrões.

    Veja, esta é uma crítica construtiva. Pelo sucesso do seu material, ele acaba sendo usado por bancas de concurso (menores) para formulação de questões, o que pode induzir ao erro tanto o examinador menos treinado quanto o concursando que fica em dúvida no que é mais correto.

    Atenciosamente,

    Curtir

    • Elvis, obrigada pela crítica, foi um equívoco meu, provavelmente induzida pela má tradução quando elaborei a apostila (pois só havia a documentação oficial em inglês). Farei essa correção no material. Obrigada.

      Curtir

  3. Esse material é válido para estudo para a certificação do COBIT 5 Foundation ? Cobre todo o conteúdo ? È necessário algum estudo adicional ?

    Muito obrigado e parabéns pelo maravilhoso blog !

    Abraços

    Curtir

    • Souza, esse material é apenas um resumo, com propósito inicial de auxiliar pessoas que se esforçam para passar em um concurso público de TI. Porém, já recebi muitos feedbacks positivos na utilização deste material para fins de certificação, mas como material auxiliar. Não deixe de estudar a documentação oficial e ver o syllabus da prova, pois há muitos aspectos que meu material não aborda, por ser um resumo.
      Muito obrigada pelo feedback!!!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s